Postagens

Mostrando postagens de Novembro 9, 2010

Tião! Tião! Por que me persegues?

Imagem
O inferno dos camelôs de Rolim de Moura se chama: Sebastião Dias Ferraz vulgo “Tião Serraia”, o prefeito “CRENTE”
1. Mineiro e Roceiro na infância. Sua inserção na vida pública aconteceu em 1992, quando foi eleito ao cargo de Vereador em Rolim de Moura, cargo este, desempenhado por duas vezes. Foi ex-aliado e amigo de Ivo Cassol. Em 2000, foi seu vice-prefeito em Rolim de Moura, sendo que posteriormente assumiu ao cargo de prefeito por dois anos e nove meses. Em 2008, Tião Serraia retornou à vida política, sendo eleito Prefeito cargo em que foi empossado em 1 de janeiro de 2009. Diz no site oficial da prefeitura que teve uma "vida difícil". [Puxa, que peninha!] Mas agora, especialmente depois que virou político, prefeito e crente tem uma vida fácil: Prosperou! Viva!?
2. Como se fosse verdade: a cidade de Rolim de Moura é um paraíso de burgo rural. Nela não falta nada! Ela, aos poucos, está se tornando uma “grande metrópole”. Pois há um pouco de tudo das grandes cidades nela: á…

O WATERLOO DO PATRULHAMENTO CRICRI

Imagem
O bizarro episódio em que uma integrante do Conselho Nacional de Educação afirmou existir racismo na obra de Monteiro Lobato, não se esgota na rejeição do seu parecer por parte do ministro Fernando Haddad. É hora de nos defrontarmos com o monstro, e não apenas com a mais chocante de suas monstruosidades.

O que havia para se dizer sobre o  politicamente correto, Karl Marx já disse, em 1845, nas Teses sobre Feuerbach: "A doutrina materialista de que os seres humanos são produtos das circunstâncias e da educação, de que seres humanos transformados são, portanto, produtos de outras circunstâncias e de uma educação mudada, esquece que as circunstâncias são transformadas precisamente pelos seres humanos e que o educador tem ele próprio de ser educado. Ela acaba, por isso, necessariamente, por separar a sociedade em duas partes, uma das quais fica elevada acima da sociedade.

A coincidência do mudar das circunstâncias e da atividade humana só pode ser tomada e racionalmente entendida co…