Postagens

Mostrando postagens de Outubro 4, 2011

O SINTERO DA OMISSÃO

Imagem
O tal governo da "nova" Rondônia pensa em terceirizar parte do setor público ligado a saúde e a educação. O discurso é de que fazendo isso tanto a saúde, como a educação irá dar um salto de qualidade surpreendente. Os empregados privados trabalham melhor que os funcionários públicos concursados. Os cofres públicos economizarão milhões do dinheiro dos "contribuintes" [pagadores de impostos] e todo mundo, no final, sairá sorrindo... Ora bolas, terceirizar não seria uma admissão de incompetência por parte do gestor público? Terceirizar não é dizer indiretamente que os funcionários públicos são uma droga de funcionários? Mas, quem seleciona tais funcionários, senão o próprio Estado? Quem ganha de fato com isso? O povo? Ou serão os amigos do governante? Ora, quando sabemos que isso vai atingir a educação pública, uma pergunta não quer calar: onde está o SINTERO? O que diz esse sindicato? Por que se cala? Não se manifesta? Será que é para não atingir o marido de alguém? Se…

REFLEXÕES SOBRE O CAPITALISMO PUTREFATO

Imagem
Por Celso Lungaretti
No artigo 'Temos que abandonar o mito do crescimento econômico infinito', escrito para a BBC, o professor Tim Jackson, da Universidade de Surrey, resume as teses que vem defendendo desde 2006 e sistematizou em sua conhecida obra Prosperity without Growth - Economics for a Finite Planet (Prosperidade sem Crescimento: Economia para um Planeta Finito), lançada no final de 2009.
O diagnóstico é correto, mas, como bom  schoolar  do sistema, ele não o leva até as últimas consequências. Vamos ao que interessa (trechos): "Nas últimas cinco décadas, a busca pelo crescimento tem sido o mais importante dos objetivos políticos no mundo.
A economia global tem hoje cinco vezes o tamanho de meio século atrás. Se continuar crescendo ao mesmo ritmo, terá 80 vezes esse tamanho no ano 2100.
Esse extraordinário salto da atividade econômica global não tem precedentes na história. E é algo que não pode mais estar em desacordo com a base de recursos finitos e o frágil e…