Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2011

SERÁ QUE VALE TUDO PARA CHAMAR A ATENÇÃO DOS ALUNOS EM SALA DE AULA?

Imagem
A notícia eu soube ontem a noite dia 27/02/2011 no Programa da Rede Record: Domingo "Espetacular". Pois, foi justamente, a espetacularizaçãosacana que programas como esse do dono da Record Edir Macedo e  de outras mídias  que me incomodou muito, contribuindo não para que o que acontece dentro de uma sala de aula seja debatido, mas, apenas pelo sensacionalismo barato que o povinho brasileiro adora. Foi o trato da questão, a abordagem que me indignou, pois como  uma vez sendo professor e já tendo passado por experiência parecida, onde minha metodologia foi considerada, heterodoxamente, escandalosa, eu me solidarizei com o colega da cidade de Santos /SP. Será que o único modelo ideal de "criatividade" na abordagens de temas interdiciplinares  ou não, são dos panacas das escolas privadas, muito bem pagos para fazerem o papel ridículo de palhaços, cantor sertanejos, pregadores do evangelho ou contadores de piadas enquanto "vendem" sua aula? Fica a questão no a…

Não é apenas um filme!

Imagem
Antonio Ozaí da Silva 26/02/2011 at 15:53

“... não são pedras que produzem filme, mas seres humanos que vivem em sociedade”
(Alexander Martins Vianna).


“Tudo isso, porém, não obscurece o fato de que a chamada Sétima Arte seja, antes de qualquer coisa, um produto. Apenas um produto. Um produto feito para consumo dentro da indústria do entretenimento”  (Francisco Giovanni Vieira)


O filme é um produto, mercadoria, valor de uso e valor de troca. A produção desta mercadoria específica exige investimentos – público e/ou privado – e envolve uma gama de indivíduos para além dos atores, figurantes e direção. Implica, portanto, utilização de força de trabalho e expectativa de lucro para os produtores e financiadores.
Em geral, não nos damos conta disto. Talvez seja insensato intuir que o espectador reflita sobre fatores para além do filme no momento em que o assiste. Afinal, em geral as pessoas não vêem filmes para analisá-los e se restringem à aparência. O próprio exercício de análise do filme a p…

"FOLHA" ADMITE ENTREGA DA DIREÇÃO DA FT A ENTUSIASTAS DA REPRESSÃO

Imagem
Suzana Singer, a ombudsman da Folha de S. Paulo, repreende o jornal na coluna deste domingo, por ter transformado a comemoração dos seus 90 anos de existência numa festa imodesta
Eu usaria outro adjetivo para qualificar a imagem maquilada que Calibâ produziu de si mesmo para fins de efeméride, mas ombudsman que não doura a pílula deixa de ter seu mandato renovado pelo herdeirozinho que manda e desmanda...
Sobre o caderno comemorativo, Singer diz algo interessante: "É verdade que o especial de 90 anos da Folha teve (...) a coragem de explicar o apoio do jornal ao golpe militar e o alinhamento da Folha da Tarde à repressão contra a luta armada. Trouxe também críticas duras feitas pelos ex-ombudsmans. Mas foram apenas notas dissonantes[grifo meu]". Sim, no meio da overdose de auê, passou despercebido o texto 90 anos em 9 atos, de Oscar Pilagallo, cuja principal função foi a de servir como uma espécie de álibi para quando alguém acusasse o jornal de não ter autocrítica.
Enfim, vale…

EVANGÉLICOS:TODOS CARREGAM EM SEU DNA ALGUM TRAÇO DE FUNDAMENTALISMO.

Imagem
-Não importa o tipo, a variação ou coloração: todo evangélico carrega dentro de si, no seu "DNA" algum traço do fundamentalismo cristão. Não é capaz de cultivar a fé sem precisar depender absolutamente das suas "santas escrituras". Os que conseguem: evangélicos deixam de ser. Pelo o menos, segundo o ponto de vista dos que não conseguem. O texto que se segue é uma entrevista com um desses que ousou perguntar, por em dúvida e pesquisar: Bart Ehman. Boa leitura! DesProf.PEIXOTO.


Bart D. Ehrman e o problema com o fundamentalismo cristão
“Há muitos erros na Bíblia e, mais importante que isso, há diferentes pontos de vista teológicos e isso precisa ser reconhecido”.
Bart D. Ehrman
“Todas as palavras tomadas literalmente são falsas. A verdade mora no silêncio que existe em volta das palavras. Prestar atenção ao que não foi dito, ler as entrelinhas. A atenção flutua: toca as palavras sem ser por elas enfeitiçada. Cuidado com a sedução da clareza! Cuidado com o engano do óbvi…

"COMO MUDAR O MUNDO:MARX E O MARXISMO 1840-2011 "

Imagem
Penso que o que é bom para nossa cabeça, não deve ser apenas cultivado, mas divulgado para que outros possam conosco compartilhar. Bom proveito desta resenha. DesProf.Peixoto. Por Terry Eagleton, do London Review of Books Tradução: Coletivo VilaVudu
Em 1976, muita gente no ocidente pensava que o marxismo era ideia a favor da qual se podia facilmente argumentar. Em 1986, a maioria das mesmas pessoas já não pensavam como antes. O que aconteceu nesse entretempo? Estarão todos aqueles marxistas enterrados sob uma pilha de filhos engatinhantes? Todo o marxismo terá sido desmascarado, com seus vícios expostos por novas pesquisas revolucionárias fortes? Terá alguém tropeçado em manuscrito perdido, no qual Marx confessou que era tudo mentira, piadinha?
Estamos falando, atenção, sobre 1986, poucos anos antes do colapso do bloco soviético. Como Eric Hobsbawm lembra nessa coleção de ensaios, não foi o colapso do bloco soviético que levou tantos crentes tão fiéis a mandar para a lixeira os cartazes…