Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 21, 2011

O DESAFIO DOS QUE SE TORNARAM GOVERNO

Imagem
Primeiro Conquistar o governo não é a mesma coisa que se tornar dono do Estado em que ele opera. Analogicamente, é como se os operários de uma indústria elegessem um entre eles para administrar o empreendimento no lugar do patrão. Para que o mesmo não precise trabalhar para fazê-lo funcionar. A indústria pode funcionar bem sem ele.
Segundo A escolha dos operários não os fará deixarem de ser quem foram até agora: meros operários. Se este administrador eleito não se esquecer de quem o elegeu, poderá fazer algumas coisas boas para os companheiros eleitores, mesmo gerenciando o patrimônio alheio: o Estado. O ex-presidente Lula não conseguiu isso? Por que Confúcio não pode também conseguir?
Terceiro Mas, dentro da mesma analogia, os operários também escolheram outros, entre os seus, para participarem da gerencia dessa indústria, alguns que já foram gerentes outras vezes, outros que se recusam admitir que já não são mais.No governo não transitam somente novos personagens. Os velhos continuam por…

SÓ 11% DOS MEMBROS DO PARLAMENTO EUROPEU APÓIAM MOÇÃO ITALIANA

Imagem
A Folha.com informa: "Os membros do Parlamento Europeu pediram nesta quinta-feira [19/01] que o Brasil reveja a decisão de não extraditar o ativista italiano Cesare Battisti".
A verdadeira notícia é a seguinte: dos 736 membros do Parlamento Europeu, apenas  86 -- 77 italianos e 9 de outros países -- se dignaram a comparecer para votar a estapafúrdia, inconsequente e meramente propagandística moção apresentada pelo Governo Berlusconi.

Uma recomendação dessas só seria pertinente e cabível se endereçada a uma nação-membro... e o Brasil não integra a Europa, embora ela seja o continente do coração de alguns maus brasileiros, que não se vexam de assumir a defesa incondicional de interesses estrangeiros contra uma decisão soberana do governo de seu país.

Então, a grande imprensa vai trombetear a decisão e o placar (83 votos a favor, um contra e duas abstenções), mas esconderá que não se trata de assunto da alçada do Parlamento Europeu e que a votação se deu numa  sessão fantasma, co…