Postagens

Mostrando postagens de Maio 27, 2011

O GRUPO “SINTERO SOMO NÓS” NÃO DAR PONTO SEM NÓ!

Imagem
1-Infelizmente, no que diz respeito à prestação de contas oficial da “atual” [irônico, não?] gestão do SINTERO, somente alguém com muito dinheiro e poder político possa talvez conseguir, por algum artifício típico dos espiões da antiga KGB, os documentos dos arquivos desse sindicato que não vem a público. Talvez, se existisse alguém assim interessado em perder tempo com um sindicatozinho de professores chorões, pudesse subornar melhor que outros que talvez já venham, historicamente, subornando algumas pessoas de dentro dessa antiga direção para que pudéssemos ter acesso a eles. Mas, isso não passa de um devaneio pessoal meu.
2- Mesmo assim, bem que gostaria de ter o acesso que eles negam. Gostaria, por exemplo, de ver os tais documentos que, segundo Arnildo Lino - ex-tesoureiro da primeira gestão da Claudir disse-me em off que ela recolheu dos arquivos sob seus cuidados assim que ele rachou com a patota liderada por ela e da qual fez parte no início da última campanha eleitoral do SIN…

DESSERVIÇO: PÉRSIO ARIDA ERGUEU A BOLA PARA O USTRA MARCAR O PONTO

Imagem
Quando a revista Piauí publicou um relato de Pérsio Arida sobre sua militância e prisão nos anos de chumbo, fui o primeiro a apontar omissões significativas que ele cometeu, não hesitando em qualificá-las de  convenientes.
Mas, pouco me importava o conjunto da obra. Não dava importância ao Pérsio em 1968/69, continuei não dando quando ele foi um dos pais do pirotécnico Plano Cruzado e nem dou agora. Só não quis deixar sem resposta a oportunista e infame utilização da tragédia do Massafumi Yoshinaga como azeitona de sua empada.
Alertei a Piauí de que o Pérsio fora desonesto ao dar aos leitores a impressão de que seus contatos com o Massafumi se resumiram a tê-lo abrigado quando já estava sendo intensamente procurado pela repressão em 1969 e a uma preleção que ouviu dele no DOI-Codi em 1970. Na verdade, haviam sido companheiros de militância no movimento secundarista e, ao longo de 1968, encontravam-se em toda passeata, em cada assembléia, nas mais diversas atividades. Dificilmente passav…