Postagens

Mostrando postagens de 2011

DITADURA: A FOTO DA DILMA E O TEATRINHO MILITAR

Imagem
Já que fui citado na imprensa como um dos réus fotografados no mesmo lote da imagem de 1970 da presidente Dilma Rousseff, vale a pena falar um pouco sobre como, durante a ditadura de 1964/85, encenavam-se julgamentos nas auditorias militares para justificar as sentenças que os serviços de Inteligência e o comando das Forças Armadas previamente estipulavam. (Celso Lungaretti)
Deu n'O Globo (vide íntegra aqui):
"No começo de 2011, quando o país assistia meio incrédulo à festança de chegada ao poder de uma mulher e ex-guerrilheira, caíram nas mãos do pesquisador Vladmir Sachetta, por acaso, três fotos que revelavam um dos momentos mais marcantes da 'terrorista' Vanda. As fotos são da presidente Dilma Rousseff no frescor de seus 22 anos, com ar rebelde, e de seu ex-marido Carlos Araújo, em depoimento na Primeira Auditoria Militar do Rio, em novembro de 1970.  Sachetta (...) procurava imagens de militares da Aeronáutica envolvidos no seque…

O CAPITALISMO NOS OBRIGA A FLERTAR COM A MORTE

Imagem
Por Celso Lungaretti (*) É de Norman O. Brown a tese de que o capitalismo, em sua fase terminal, tornou-se agente da destruição da humanidade.
A teorização dele em Vida contra morte (1959) é tão complexa que os resumos se tornam inevitavelmente reducionistas e empobrecedores. É melhor mesmo enfrentarmos a obra, uma das poucas que trazem reais subsídios à compreensão do nosso tempo... mesmo meio século depois!
O certo é que, indo além do óbvio ululante de que o capitalismo já esgotou sua função histórica e está prenhe de revolução, O. Brown dissecou com ferramentas freudianas, exaustivamente, as características que o vampiro assume em sua sobrevida artificial, concluindo que ele cataliza as energias destrutivas dos homens, voltando-as contra eles.
Fantasioso? Se pensarmos na destruição e no caos que estão à nossa espera nas próximas décadas, decorrentes das agressões insensatas ao meio ambiente, perceberemos que ele foi, isto sim, profético.
Vide, p. ex., esta notícia da Agênc…

REFLEXÕES SOBRE A MORTE DE UM TIRANO

Imagem
Por Celso Lungaretti
Pelos motivos que vou expor adiante, nunca me interessou particularmente o que acontecia na Coréia do Norte. A idade me ensinou a manter distância daquilo que só me deprimirá. 
Mas, para os interessados, recomendo a ótima análise de Elio Gaspari em sua coluna Já foi tarde (acesse íntegra aqui) da qual destaco estes parágrafos estarrecedores: "Em 1945, a península coreana foi dividida entre duas ditaduras. A do Norte, comunista e rica. A do Sul, capitalista e pobre. Nos anos 60, quando se falava em  milagre coreano, o tema era a supremacia socialista. Em 1970, todos os vilarejos do país tinham eletricidade. 
Passou-se uma geração, o Sul tem uma democracia e o Norte tem uma tirania enlouquecida, que mais se parece com a  Spectre  do romance de Ian Fleming do que com um Estado. Em apenas quatro anos, entre 1991 e 1995, a renda per capita da população caiu de US$ 2.460 para US$ 719. O regime vive do socorro cúmplice da China.
Falta eletricidade, mas as 34 mil…

MAIS UMA INTIMIDAÇÃO NEOFASCISTA NA USP

Imagem
Por Celso Lungaretti
A  escalada autoritária que José Serra desencadeou e Geraldo Alckmin desembestou está levando a Universidade de São Paulo de volta aos tempos nefandos do decreto 477 --a  licença para expulsar  concedida pela ditadura militar aos 007 que se passavam por educadores, quando o coronel Jarbas Passarinho fingia ser ministro da Educação.
Nenhum cidadão verdadeiramente de esquerda pode omitir-se diante das seis cabeças cortadas na USP. Até porque mais e piores provocações virão se cruzarmos os braços.

Caça às bruxas é tudo o que se poderia esperar de um reitor tido e havido como integrante da arquirreacionária Sociedade Brasileira de Defesa da Tradição, Família e Propriedade.
Trata-se de um direitista tão extremado que, quando participou da Comissão de Mortos e Desaparecidos Políticos, tudo fez para que não fosse reconhecida a responsabilidade do Estado brasileiro nos mais ignóbeis assassinatos perpetrados pela repressão ditatorial, como os de Stuart Angel e Eds…

MAIS UM PASSO RUMO À PALESTINA LIVRE E SOBERANA

Imagem
Por Celso Lungaretti

Desde hoje (3ª feira, 13), a bandeira palestina tremula na sede parisiense da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. A Unesco é a primeira agência da ONU que reconheceu esse território como membro de pleno direito.
O ato solene contou com a presença da diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, e do presidente palestino, Mahmoud Abbas, que destacou tratar-se do "primeiro reconhecimento para a Palestina", daí ter sido para ele tão "emocionante ver nossa bandeira hasteada hoje numa sede da ONU".
No final de outubro, quando a admissão da Palestina foi decidida, os EUA imediatamente retaliaram, o que me fez lembrar a puerilidade de comportamentos das turminhas de rua da minha meninice:  "Por discordarem da admissão da Palestina como membro pleno, os EUA levarão a bola pra casa (no caso, os fundos de US$ 60 milhões que lhe destinavam), privando-a de 22% do seu orçamento bianual. A entrada dos palestinos foi deci…

SÉRGIO MELO, "O JORNALISTA DA TV CANDELÁRIA" E SUA SUPOSTA "NEUTRALIDADE"

Imagem
Jornalista no Brasil tem a absoluta certeza que fala para um bando de idiotas e por isso diz o que quer e não gosta quando é surpreendido com perguntas que colocam dúvidas nessa sua crença infantil vindas do meio, justamente, desse bando que ele acredita saberem menos do que ele. Além de tentar insistentemente mentir dizendo que sua fala é neutra ou que o programa que ele apresenta é imparcial, vez por outra, se descuida e deixa claro o quanto é falsa sua pretensão de neutralidade. Esse foi o caso do Sérgio Melo que trabalha como jornalista na TV Candelária e que tem um programa exclusivo chamado Papo News que de News, não tem nada. No Sábado dia 03 de dezembro, após a fala encantada do Governador Confúcio Moura acerca do ex-ministro do governo Lula, o Mangabeira Unger, o supracitado apresentador se descuidou e mostrou o quanto ele exerce a dita neutralidade jornalística que diz praticar. Leia a frase, a pérola dita por ele neste dia.



No programa Via Sat TV, ele voltou a reproduzir ess…

Entrevista com o Governador Confúcio Moura no VIA SAT Parte 6: “O pós transposição, Mangabeira Unger, o fenômeno e as questão da audiência pedida pelo prof.Peixoto”.

Imagem
Assuntos falados nesse nessa 6ª parte: algumas das falas do Confúcio Moura
1- “Depois da Transposição: Rondônia será o Estado Brasileiro que terá mais concurso no país.” 2- Acerca do “cidadão” Mangabeira Unger: a babada do governador. “Tenho muita gratidão pelo PROFESSOR Mangueira, primeiro porque é um HOMEM que mora nos ESTADOS UNIDOS e depois, porque é PROFESSOR da Universidade mais famosa do mundo, que é de Harvard , não é? E Ele veio para cá assim…como quem não quer nada! “Ocasional”: um encontro que tive com ele que disse: vou te ajudar! E não cobra nada[?] ! Eu só pago a passagem para ele vir aqui! [Dos EUA para Rondônia: baratinha a passagem em?] Mais nada! Ele vem de graça![mas o governador paga com o dinheiro do bolso dele sua passagem com certeza…] e deixar sua idéia, sua sabedoria a qui prá nós [olha só que beleza!]”. 
3- “Nós temos dificuldades de captar a inteligência dele e conseguir operar acoisa!” Curioso, não é, se o governador mal consegue entender quem gerencia e quem …

Entrevista com o Governador Confúcio Moura no VIA SAT Parte 5: “Greve da Polícia; relação com o atual presidente da Assembléia Legislativa; conflito entre polícias e etc”.

Imagem

Governador Confúcio Moura de Rondônia NEGARÁ audiência de 15 minutos a um professor porque ele não é formado em Harvard, mas pela UFRO.02 [Correção]

Imagem
PARTE 02:O dito cujo professorsó levará o fora na parte final dessa entrevista
Caros leitores, prestem atenção a tudo o que o senhor Governador diz na entrevista concedida ao Via Sat TV no sábado dia 03 de Dezembro de 2011 como um todo, especialmente a resposta que ele DARÁ a uma pergunta feita por um professor do Estado que o jornalista Léo Ladêia leu para ele. Prestem atenção como o Excelentíssimo e ilustríssimo governante ver os intelecutais que moram em Rondônia e  que não tiveram a sorte se formarem em Harvard. O fato é que o Governador Confúcio Moura de Rondônia negará a audiência de 15 minutos ao referido professor de História do Estado por falta de "melhor formação" estrangeira. Para gente formada pela UFRO ele só tem uma coisa a dizer:"que precisa governar".Se ele fosse um Mangabeira Unger, tudo bem. Mas, da UFRO? Nem pensar! Que esperem!

Governador Confúcio Moura de Rondônia NEGARÁ audiência de 15 minutos a um professor porque ele não é formado em Harvard, mas pela UFRO. [Correção]

Imagem
Caros leitores, prestem atenção a tudo o que o senhor Governador diz na entrevista concedida ao Via Sat TV no sábado dia 03 de Dezembro de 2011, especialmente a resposta que ele DARÁ a uma pergunta que será feita, no final da entrevista por um professor do Estado que o jornalista Léo Ladêia lerá para ele. Prestem bem atenção como o Excelentíssimo e ilustríssimo governante ver os intelecutais que moram em Rondônia e que não se formaram em Harvard. A sua resposta não são apenas palavras, mas atitudes, posturas. Observe a postura que ele tem, de fato, para com um cidadão eleitor que é professor, porem formado pela UFRO, não por Harvard. Isso diz muitas coisas não só para o dito cujo professor, mas para qualquer um que não seja um anormal da inteletualidade do Mangabeira Unger. O fato é que o Governador Confúcio Moura de Rondônia NEGARÁ a audiência de 15 minutos ao professor de História do Estado. Porque ele não é formado em Harvard, mas pela UFRO. Para esses que a UFRO "forma", …

Pedido de Desculpas aos Leitores.Quanto a parte 5 da entrevista do Gov. Confúcio Moura onde ele responde a pergunta de um professor local que não é de Harvard

VIA SAT - Entrevista com o Governador Confúcio Moura. Parte4

Imagem