Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2014

Sem porque comemorar...

Imagem
1. Escrevo agora sentindo dores na altura do meu ombro esquerdo. Como se estivesse recebendo uma paulada nele de maneira intermitente. Esta dor veio somar as que já ganhei ao longo dos meus 47 anos que completarei as 16 horas do dia 01 de julho. Pois é, né? Quem me mandou podar o pé de manga espada do quintal sozinho, me apoiar de forma errada, sem nenhuma amarra de segurança e cair de uma altura de quase 3 metros, logo após o galho que cortei cair após a base dele voltar a posição original movendo a escada, me fazendo desiquilibrar e cair no chão como um fruta pão inchado? Neste dia pensei ter quebrado meu braço, mas não. Consegui me levantar bastante arranhado, tomar um banho, suportar o ardor que a água provocava em contato com meu corpo amolecido da queda, pedi ajuda para um amigo diretor de escola e fui levado para o Hospital Central onde, simplesmente me deram um soro, tiraram umas chapas e que um médico se limitou a me dizer, correndo, no fim do seu expediente que não quebrei o …

O MINISTRO MAIS ODIADO PELA DIREITA OUSA SACUDIR A PASMACEIRA DA ESQUERDA

Imagem
Por Celso Lungaretti
Não conheço pessoalmente o Gilberto Carvalho, que, a exemplo de Lula, tem origem proletária: foi quando trabalhava como soldador em fábricas do PR e do ABC paulista que ingressou na Pastoral Operária, da qual se tornaria secretário-geral.

Continua até agora à frente de uma Secretaria-Geral, no caso a da Presidência da República. E é alvejado dia e noite pela direita, como seu principal inimigo no governo depois da queda de Zé Dirceu.

Companheiros de Brasília me garantem ter ouvido dele, quando maior era a pressão orquestrada desde a Europa e tão bem secundada por figuras do Judiciário e da grande imprensa brasileira, que considerava "uma questão de honra" salvar o escritor Cesare Battisti da perseguição inquisitorial e vendetta italiana.

Até onde sei, foi GC o petista mais influente a empenhar todo seu prestígio para fazer com que a solidariedade revolucionária prevalecesse sobre a realpolitik na decisão do Governo Lula. 
Havia, sim, quem pouco se importa…

O DIABO É TÃO CÍNICO QUE ADMITE A VERDADE NAS ENTRELINHAS

Imagem
Celso Lungaretti (*)
"O maior truque do diabo foi convencer o mundo de que ele não existe"(frase célebre do filme Os suspeitos)
"Não foram encontrados registros que comprovem o uso de instalações para fins diferentes dos que lhes tenham sido prescritos"(trecho de relatório do Exército sobre o centro de torturas que manteve em SP durante a ditadura militar)
Obs.: concordo plenamente com as linhas pessimamente traçadas manu militari. Afinal, todos estamos carecas de saber que a prática de sevícias, os assassinatos, estupros, ocultação de cadáveres e outros horrores decorreram de uma decisão de Estado. 

As instalações (tanto esta que tinha o torturador-mor Carlos Alberto Brilhante Ustra à sua frente, como todas as congêneres) foram usadas exatamente para os fins que lhes tinham sido prescritos pelo ditador de plantão, pelos ministros militares e pela cadeia de comando. 

Temo, contudo, que não fosse bem isto o que a Comissão Nacional da Verdade esperava ouvir dos fardados..…

Estado laico não é ateu ou agnóstico, diz Ives Gandra Martins e 3 comentários pertinentes

Imagem
Matéria publicada no ConJur: PorBruno Lee
O Estado laico não é ateu ou agnóstico. É um estado que está desvinculado, nas decisões dos cidadãos que o assumem, de qualquer incidência direta das instituições religiosas de qualquer credo. Com essas afirmações, o jurista Ives Gandra Martins abriu sua palestra no seminário sobre liberdade religiosa promovido, nesta terça-feira (21/5), pela Associação dos Advogados de São Paulo.

O “papa do universo jurídico”, como Gandra foi chamado pelo diretor cultural da Aasp, Luís Carlos Moro, sustentou suas afirmações citando o preâmbulo da Constituição Federal, que diz “nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembleia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático (...) promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte Constituição da República Federativa do Brasil”.
“A Igreja Católica, os evangélicos ou judeus não estiveram lá [na Assembleia Constituinte] como instituições. Foram os cidadãos, de acordo com suas convicções, eleitas …