Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

PEÇO A AJUDA DE TODOS, EM NOME DA SOLIDARIEDADE E DO ESPÍRITO DE JUSTIÇA!

Imagem
CARTA ABERTA À PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF
Sra. Presidenta,
é por acreditar que não seja sua intenção omitir-se diante da grave injustiça perpetrada contra mim que tomo a liberdade de mais uma vez endereçar-lhe um apelo.
A resposta ao anterior, transmitida por um membro do seu Gabinete pessoal, foi a de que a de que a Sra. "lamenta não poder atender seu [meu] pedido por ser o assunto apresentado de competência do Poder Judiciário".
Ora, passei minha vida adulta inteira defendendo os ideais revolucionários e os direitos humanos, o que várias vezes me colocou em contato com as leis e os tribunais, começando pelos quatro processos a que respondi em auditorias militares na última ditadura. E, em termos profissionais, a carreira jornalística também me trouxe razoável familiaridade com os assuntos jurídicos.
Assim, jamais recorreria a uma presidenta da República, mesmo sendo ela ex-companheira de militância, se dar um fim às minhas aflições não fosse plenamente justificável face à g…

AS NOVAS FRENTES DA LUTA DOS SANTOS GUERREIROS PARA QUE OS DRAGÕES DA MALDADE SEJAM PUNIDOS

Imagem
Por Celso Lungaretti
A impunidade eterna dos torturadores da ditadura militar e seus mandantes foi acordada em pleno regime de exceção. 
De um lado estavam os algozes, utilizando a libertação dos presos políticos e a permissão de volta dos exilados como moeda de troca para munirem-se de uma espécie de habeas corpus preventivo, pois sabiam ter cometido os mais hediondos crimes contra a humanidade. 
Do outro as vítimas, representadas por uma oposição intimidada e que, ansiosa por virar uma página terrível da nossa História, não mediu o alcance das concessões feitas à tirania. 
Selou-se o pacto num Congresso que várias vezes fora fechado e expurgado, tendo, ademais, a representação popular sido falseada por um verdadeiro arsenal de casuísmos. 
É óbvio que um mostrengo político-jurídico desses violenta os preceitos legais das nações civilizadas e contraria as orientações da ONU para países que voltam à civilização depois de surtos de totalitarismo.
Revogar a auto-anistia dos torturadores s…

“TV Revolta”, o fenômeno da pregação de ódio seletivo na internet

Por que se fala tanto da TV Revolta, página que detona os direitos humanos, os pobres, os "preguiçosos e vagabundos que dependem de programas sociais", enquanto defende Sheherazade, Bolsonaro e afaga a polícia?

“Ponha um cretino fundamental em cima da mesa e você manda ele falar, ele dá um berro e, imediatamente, milhares de outros cretinos se organizam, se arregimentam e se aglutinam”, disse Nelson Rodrigues. “O cretino fundamental raspava a parede da sua humildade e na consciência da sua inépcia. Mas, agora, conseguiram finalmente pela superioridade numérica. Porque para um gênio, você tem um milhão de imbecis.”

João Vitor Almeida Lima, sonoplasta barbudo da rede Bandeirantes, é o criador da chamada TV Revolta, que virou notícia pela quantidade de seguidores. Ele tem um canal no YouTube e uma página no Facebook com quase 3 milhões de curtidas em que o que faz é reverberar ódio patológico.

É um fenômeno de audiência. De cima de seu banquinho, Lima conseguiu reunir uma multid…

Nós e a Torre de Babel

Em meio ao discurso único do vandalismo e da justiça com as próprias mãos, uma história luminosa e dissonante que traz esperança Vivemos um tempo de estímulo ao pessimismo, em que a pauta dos noticiários e os discursos sociais e políticos chamam a um desânimo, a um “não tem mais jeito”. Atos de racismo, execuções sumárias, denúncias de corrupção de várias origens, práticas de vandalismo, justiça com as próprias mãos (estimuladas até mesmo nas mídias), intolerância. Daí, descrença nas instituições, rebaixamento da autoestima social, desqualificação das religiões (incluindo as igrejas, que colecionam desconfianças) e dos governantes. Foi com esse sentimento que me deparei com a notícia veiculada no GLOBO de 11 de maio: “No Rio, estudante evita linchamento de ladrão”. Era um texto pequeno, alguns parágrafos de uma coluna de página. Mas ali havia uma luz, como uma revelação, uma mística. Mikhaila Copello, 22 anos, estudante de Arquitetura, fez de tudo e conseguiu impedir que um jovem que …

Vítimas das hidroelétricas do Rio Madeira o Ano letivo

1- Prestei muita atenção ao Jornal Interativo, primeira e segunda edição do dia de hoje: sexta feira dia 16/05/2014. Nele a prestigiada jornalista senhora Ivonete Gomes veiculou uma matéria informando que o senhor promotor da educação, Dr. Marcelo Oliveira entrou com uma ação visando desabrigar as vítimas das enchentes das escolas onde estão sendo abrigado no momento visando “salvar” o Ano Letivo.
2- Considerando que a citada reportagem é um recorte editado da fala de um promotor público, posso me equivocar na leitura que faço da referida matéria jornalística. Tudo bem! Posso até errar e depois me retratar publicamente sem nenhum problema, mas minha leitura se baseará apenas no citado recorte jornalístico da repetidora local do canal 38.
3- Entrar com uma ação para que o Estado e o Município, simplesmente e imediatamente, retirem as supracitadas vítimas visando salvar o Ano Letivo é pura demagogia! Conversa fiada! É uma demonstração de ignorância do que acontece dia-a-dia no mundo das …
Imagem
ENTRE VERDADES, FALÁCIAS E NECESSIDADESO caso Marco Feliciano e a pauta dos direitos humanos Pela análise das ações da Comissão de Direitos Humanos da Câmara é possível identificar que, sob a presidência de Marco Feliciano, não houve avanços em relação a proposições de leis, à defesa dos direitos humanos ou mesmo à fiscalização do Executivo por Magali do Nascimento Cunha [Publicado em Le Monde Diplomatique, abr 2014]


Na primeira reunião deliberativa da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM), após a polêmica gestão do deputado e pastor evangélico Marco Feliciano (PSC-SP), em 12 de março de 2014, sob a presidência de Assis do Couto (PT-PR), foi adotado um discurso e uma prática de que seria preciso “virar a página”. A “página” em questão foi o caso “Marco Feliciano” – um episódio sem precedentes no Congresso Nacional.
No início de 2013, o Partido Socialista Cristão (PSC) indicou Feliciano, membro de sua bancada, para a presidência da CDHM. Foram imediatas …