Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

OS 23 ATIVISTAS DO RJ SERÃO JULGADOS AMANHÃ POR "ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA ARMADA", EMBORA NÃO HAJA ARMA, NEM CRIME, NEM ASSOCIAÇÃO.

Imagem
Confesso que nunca havia ouvido o nome de Gregório Duvivier até a Folha de S. Paulo publicar nesta 5ª feira (29), na seção Tendências/Debates, seu emocionante artigo Eles lutavam por todos nós. Foi o título, claro, que chamou minha atenção.
Acabo de dar uma olhada na Wikipedia. Fiquei sabendo que se trata de "ator, humorista, escritor, roteirista e poeta brasileiro", "um dos criadores do canal Porta dos Fundos" (que não tenho a mínima ideia do que seja) e filho da cantora Olívia Byington (agora, sim!).
Em 1974, quando o cenário musical brasileiro (e tudo o mais...) parecia terra arrasada, fiquei sabendo de um grupo de rock acústico (!) carioca que tinha pontos de contato com o trabalho de Egberto Gismonti (!!) e acabara de lançar o disco de estréia. Apesar da capa ridícula, parecendo desenho de criança, comprei, escutei, gostei. Ouvi a faixa "Brilho da noite" até riscar o vinil.
Quatro anos mais tarde, A Barca do Sol lançou um excelente LP em conjunto com a …

Sucata celebrada ou memória preservada?

Imagem
http://youtu.be/PPW3ju1Y7nIUm grupo de ativistas realizou na tarde deste sábado (24), dia em que Porto Velho comemora 100 anos de instalação, o movimento "Viva Madeira-Mamoré", como protesto visando atrair a atenção dos entes públicos e sociedade civil para o abandono em que está o complexo da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, em Porto Velho. Neste evento foram feitas performances, exposição-fotográfica e um abraço simbólico ao patrimônio. Também foi lido um manifesto que será entregue aos entes públicos responsáveis pelo complexo, com assinaturas de pessoas que estavam no local. Manifesto que pede, entre outras coisas, a instalação de um posto policial no complexo; audiência pública para um plano de revitalização da estrada de ferro e a criação de uma fundação municipal específica para gerir a Madeira-Mamoré. Ora diante dessa notícia acima, veio à mente um depoimento muito importante, cujo teor coloca algumas dúvidas nesse evento. É o depoimento do Senhor Dionísio Schockness…

SER OU NÃO SER CHARLIE? SER OU NÃO SER CIVILIZADO?

Imagem
"...assim, mal dividido, esse mundo anda errado: que a Terra é do homem, não é de Deus nem do diabo" (Sérgio Ricardo, O sertão vai virar mar)

Apollo Natali, meu amigo há décadas e ex-colega de redação na Agência Estado, é um dos grandes jornalistas e dos melhores seres humanos que conheço. Sua opinião terá sempre lugar e vai ser sempre respeitada nos meus espaços virtuais, daí eu ter concordado imediatamente com o pedido de publicação do artigo Não sou Charlie (acesse aqui), expressando seu descontentamento, como religioso, com filmes e publicações que lhe parecem inconvenientes.

Também tenho, claro, algumas palavras a dizer. Não se nega aos crentes o direito de sentirem-se ofendidos, mas vale lembrar que nenhum deles é obrigado a ler o Charlie Hebdo ou ver A última tentação de Cristo. Os que o fizeram, provavelmente, foi em função do falatório e das polêmicas, para verificarem se era ou não verdade o que se dizia a respeito de ambos --já predispostos, portanto, à indignação.

No …

QUEM NÃO É CHARLIE ESTÁ PERDENDO O TREM DA HISTÓRIA

Imagem
Por Celso Lungaretti
Ao nascerem, tanto o marxismo quanto o anarquismo prometiam conduzir a humanidade a um estágio superior de civilização.
A proposta de ambos era a de um melhor aproveitamento do potencial produtivo existente, direcionando-o para a promoção da felicidade coletiva, ao invés de desperdiçá-lo em desigualdade e parasitismo.
A hipótese anarquista nunca foi testada: não houve país em que cidadãos livres organizassem, por tempo suficiente para extrairmos conclusões, a economia e a sociedade sem a tutela do estado.
A hipótese marxista não foi testada da forma como seus enunciadores previam: em países cujas forças produtivas estivessem plenamente desenvolvidas.
Nas duas nações ditas socialistas que realmente contam, a revolução teve de cumprir uma etapa anterior, qual seja a de acumulação primitiva do capital, já que se tratava de países ainda desprovidos da infra-estrutura básica de uma economia moderna.
Acabaram tendo de exigir esforços extremos dos trabalhadores; e, como e…

A IGREJA UNIVERSAL ESTÁ ESTENDENDO SEUS TENTÁCULOS PARA O ESPORTE. VAMOS PERMITIR?

Imagem
Por Celso Lungaretti
Como considero um desperdício de tempo acompanhar o noticiário policial, não conhecia os antecedentes do pastor George Hilton, o novo ministro dos Esportes. Então, o relato do jornalista Bernardo Mello Franco, na edição dominical da Folha de S. Paulo (vide íntegra aqui), veio bem a calhar: "No primeiro mandato de Dilma, o ministério se notabilizou por repassar dinheiro público a ONGs ligadas ao PC do B. No segundo, pertencerá ao PRB, sigla controlada pela Igreja Universal. Antes de nomear sua nova equipe, a presidente disse que consultaria o Ministério Público para prevenir escândalos. Bastaria ter usado o Google para evitar a instalação de uma bomba-relógio no governo às vésperas da Rio-2016. A Polícia Federal já flagrou Hilton em um aeroporto com 11 caixas de dinheiro vivo, somando R$ 600 mil. O episódio provocou sua expulsão do antigo PFL, que não se notabilizava pelo rigor ético com os filiados. Ao transmitir o cargo, o comunista Aldo Rebelo recebeu o pasto…

2015 PROMETE SER O ANO MAIS QUENTE NA POLÍTICA BRASILEIRA DESDE 1968

Imagem
Por Celso Lungaretti Não trouxe esperança nenhuma a posse de Dilma Rousseff para o novo mandato conquistado aos trancos e barrancos, com a satanização dos adversários, o estelionato eleitoral e o abuso clamoroso da máquina governamental. 
Assumiu admitindo que fará mesmo um ajuste recessivo da economia, embora tenha sido este um dos principais espantalhos utilizados por sua campanha contra os adversários. 
Eles, os neoliberais empedernidos, estariam preparando medidas duras para tirarem o pão da mesa dos pobres. Ela, a heroína do bem, jamais abriria o saco das maldades. 
Agora, dá o dito por não dito e anuncia que vai aplicar fielmente tal receituário, fazendo-nos suspeitar que o vulto feminino com o qual acabará historicamente identificada vá ser o de Margaret Thatcher (já tinham em comum a rispidez e o mandonismo). Um péssimo ponto de chegada para quem um dia deve ter-se espelhado em Rosa Luxemburgo, La Pasionaria e Anita Garibaldi...
Para dourar a pílula, fez a ressalva meramente re…