Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2017

OS 20 ANOS DA MORTE DO PAULO FRANCIS: É HORA DE AVALIARMOS SUA TRAJETÓRIA COM UM POUCO DE COMPREENSÃO.

Imagem
"Infelizmente, nós, 
que queríamos preparar o caminho para a amizade, 
não pudemos ser, nós mesmos, bons amigos. 
Mas vocês, quando chegar o tempo
em que o homem seja amigo do homem, 
pensem em nós
com um pouco de compreensão."
(Brecht, Aos que virão depois de nós)
. No próximo sábado, 4, duas décadas terão transcorrido desde a morte do analista político e crítico de cultura Franz Paul Trannin da Matta Heilborn, mais conhecido como Paulo Francis. Ele foi vítima de enfarte, aos 66 anos de idade.

Os acontecimentos posteriores vieram, por um lado, provar que ele tinha carradas de razão nas acusações de corrupção que fazia à Petrobrás, tidas por muitos como causa do seu óbito (andava muito assustado com o processo milionário que a estatal lhe movia nos EUA).

E,  por outro lado, colocaram por terra sua ilusão de que, nas asas da 3ª revolução industrial, o capitalismo conduziria a humanidade ao Paraíso. Ledo engano. Com uma depressão pior ainda que a da década de 1930 se desenhando no horizo…

A TRAGÉDIA DA UNIÃO SOVIÉTICA: DO SONHO AO PESADELO.

Imagem
No dia do 60º aniversário da Revolução Soviética, a Folha de S. Paulo a ela dedicou
um caderno inteiro, oferecendo uma página a cada um, em corpo miúdo, para
grandes jornalistas e intelectuais progressistas a dissecarem livremente,
sob todos os aspectos. A melhor análise, na minha opinião, foi a de
Paulo Francis (leia mais sobre eleaqui), cujo mau fim de vida,
infelizmente, relegou ao quase esquecimento sua
contribuição importantíssima ao pensamento de esquerda nas
décadas de 1960 e 1970. Daí a iniciativa de disponibilizar on line seu
artigo de então, dando aos leitores a oportunidade de travarem contato com
um nível de profundidade política que o vento levou, espero que não para sempre... . . A REVOLUÇÃO BOLCHEVIQUE – 60 ANOS DE LÊNIN, TROTSKI E STALIN. . Por Paulo Francis Meu título causará surpresa em certos círculos, pela inclusão do nome de Trotski, afinal desalojado do poder em 1925, mas ela será explicada. Trotski é, na minha opinião, o autor intelectual da Revolução Soviética, o que ele própr…