Governador Confúcio Moura de Rondônia NEGARÁ audiência de 15 minutos a um professor porque ele não é formado em Harvard, mas pela UFRO. [Correção]



Caros leitores, prestem atenção a tudo o que o senhor Governador diz na entrevista concedida ao Via Sat TV no sábado dia 03 de Dezembro de 2011, especialmente a resposta que ele DARÁ a uma pergunta que será feita, no final da entrevista por um professor do Estado que o jornalista Léo Ladêia lerá para ele. Prestem bem atenção como o Excelentíssimo e ilustríssimo governante ver os intelecutais que moram em Rondônia e que não se formaram em Harvard. A sua resposta não são apenas palavras, mas atitudes, posturas. Observe a postura que ele tem, de fato, para com um cidadão eleitor que é professor, porem formado pela UFRO, não por Harvard. Isso diz muitas coisas não só para o dito cujo professor, mas para qualquer um que não seja um anormal da inteletualidade do Mangabeira Unger.
O fato é que o Governador Confúcio Moura de Rondônia NEGARÁ a audiência de 15 minutos ao professor de História do Estado. Porque ele não é formado em Harvard, mas pela UFRO. Para esses que a UFRO "forma", o governador responderá com a seguinte frase:"Eu preciso governar!". Já para o PROFESSOR Mangabeira Unger "SEJA BEM VINDO! MINHA AGENDA É TODA SUA!  Mas,  com a pessoa que pede é da UFRO? Ele pensa consigo mesmo a moda nordestina: "Oxe, Nem pensar! Que espere! Que se dane!
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CULTURA, INTERCULTURALIDADE E MULTICULTURALISMO: UM INVENTÁRIO DAS IGUALDADES E DIFERENÇAS TEÓRICAS NA EDUCAÇÃO

CARTA ABERTA À ADVOGADA GERAL DA UNIÃO