Governador Confúcio Moura de Rondônia vai negar uma audiência de 15 minutos a um professor porque ele não é formado em Harvard, mas pela UFRO. 03 [correção]




-PARTE 03-
O fora que um professor do estado vai levar do governador do estado pela TV acontecerá na parte final da entrevista dada ao programa Via Sat TV neste sábado dia 03/12/2011 na TV Candelária.
Professor bom do Estado é o professor morto! Professor bom de verdade tem que ser de Harvard, pois, além de serem os melhores, não custa muita coisa aos cofres públicos. Eles só querem ser mimados: passagens aéreas e hotel de luxo e etc.! Capital, como diz Pierre Bourdieu, só o simbólico. O governador ajuda o Mangabeira Unger a aumentar o seu, lhes cacifando. Este ganha dinheiro de forma indireta com seu serviço de consultoria. Talvez o governo da “nova Rondônia” também tire uma casquinha do “cacife” do Unger, isto é, se ele, de fato tiver esse cacife todo.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CULTURA, INTERCULTURALIDADE E MULTICULTURALISMO: UM INVENTÁRIO DAS IGUALDADES E DIFERENÇAS TEÓRICAS NA EDUCAÇÃO

CARTA ABERTA À ADVOGADA GERAL DA UNIÃO