Senhor Governador de Rondônia. Algumas coisinhas acerca dos acontecimentos recentes


Lamento Excelência: mas do jeito as coisas vem acontecendo, sua revolução na Educação irá, certamente, fracassar. Lamento muito pelo senhor só dar ouvidos aos que querem, intimamente e com muita sutileza, disfarçadamente, acabarem com o seu governo. O curioso, é que o senhor é o grande culpado por isso. Ao prestigiar gente do governo “CACA”- Cassol-Caulla- dando-lhes grandes e gordos Cargos de Direção Superior, os malditos CDS. Outra coisinha: só na vossa ilustrada cabecinha careca que há essa crença absurda de que é possível COLOCAR REMENDO NOVO EM PANO VELHO. Que é possível realizar O QUE O SENHOR DIZ DESEJAR para a educação DE GRAÇA! Pagando muito bem a certos idosos assessores, muitos já aposentados, QUE NÃO PASSAM DE INTELECTUAIS DE GABINETES que nunca fizeram, na prática, o que hoje, na teoria, impõem aos que estão ainda na ativa e que estão, SUICIDAMENTE, entrando no sistema público de ensino. E pior: QUE SÓ FALAM O QUE O SENHOR QUER OUVIR; Um sistema onde ainda os chefes ou seus serviçais, por telefone, empanturram, isto é, SUPERLOTAM as salas de aulas MANDANDO os diretores se virarem, mas darem seu jeito para matricularem mais aluno onde não cabe mais nenhum. Sistema onde o ASSÉDIO MORAL é um fato ainda muito presente. Sistema onde se impõem as escolas, de goelas abaixo, de forma autoritária inúmeros projetos para serem realizados. São tantos que, paradoxalmente, fazem com que professores fiquem mais fora de sala de aula que dentro dela. Sistema onde ainda se lotam professores do mesmo jeitinho dos governos anteriores. A propósito: por que o senhor mantem uma velha cassolista de carteirinha no desse setor da SEDUC?

Há vossa excelência, as contradições e os paradoxos se avolumam tanto que chego a pensar que o senhor não conseguirá se reeleger. Cuidado para não acontecer com o senhor o mesmo que vossa excelência [mais ou menos] disse num debate lá em Rolim de Moura a respeito do então governador Cahulla: “que os professores do Estado detestava-o!”

Se tiveres ouvidos: que ouças!
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CULTURA, INTERCULTURALIDADE E MULTICULTURALISMO: UM INVENTÁRIO DAS IGUALDADES E DIFERENÇAS TEÓRICAS NA EDUCAÇÃO

DEPOIS DO VENDAVAL

CABECINHAS ENVENENADAS!