Entrevista com o Governador Confúcio Moura no VIA SAT Parte 5: “Greve da Polícia; relação com o atual presidente da Assembléia Legislativa; conflito entre polícias e etc”.


Assuntos falados nesse nessa 5ª parte[Equivalente ao 2º e 3º Bloco do programa]:
1- A correção inflacionária para todos os servidores que foi feita neste ano; 

2- O anúncio para o ano que vem da proposta de aumento salárial para todos os servidores até o mês de abril;

3- A apresentação do plano de carreiras dos servidores construídos por várias mãos. Mas o governador não diz quais serão as mãos envolvidas na construção desses planos de carreiras que geralmente são feitas de cima para baixo sem um consenso ou uma participação ativa de verdade dos principais envolvidos: os servidores público;

4- Segurança Pública. A situação conflitiva da polícia civil e militar. A existência “dum uro de Berlim entre as duas polícias”.

5- “Não espere milagres de um governador! Vamos arrumando como pode” afirma categoricamente Confucio Moura.

6- “O Estado é maior que tudo! Estado é Estado!” Confucio Moura.

7- Como vai funcionar o nota legal e como vai ser devolvido o dinheiro prometido; os 20% na conta do consumidor.

8- O aluguel do prédio da UNIRON para a criação da primeira escola do “Ensino médio Renovado, a COBÁIA”. A proposta é do Mangabeira Unger. “Dando certo, replicaremos no Estado. Há mais dois projeto cobáia COPIADOS DE OUTRO LUGARES para o Ensino Médio: o “NAVE”: Núcleo  Avançado de Educação. Uma cópia do modelo implantado  em Recife-Pernambuco, Rio de Janeiro e Brasíia. E o Ensino Integral que será implantado em 40 escolas”. O MEC vai ajudar a encher o bucho dessa gente toda. Mas, e os professores? Terão um salário a altura do aumento do trabalho que vai ter? Isso o nobre governador, não diz nada nessa entrevista.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CULTURA, INTERCULTURALIDADE E MULTICULTURALISMO: UM INVENTÁRIO DAS IGUALDADES E DIFERENÇAS TEÓRICAS NA EDUCAÇÃO

O OUTONO DO PATRIARCA CHEGA AO FIM: FIDEL CASTRO ESTÁ MORTO.

DEPOIS DO VENDAVAL