AUSENTE DO EXÍLIO POR POUCO TEMPO

1-Precisei e tive que "sair" do EXÍLIO por um tempo. Fui ao encontro das pessoas para quem eu existo, que me dão a existência de que necessito para se viver neste lugarzinho chamado rondônia.


2-Não encontrei e nem fui encontrado por todos ainda.


3- Tive prosas interessantes com Joaci, com a Dora sua espôsa, com o Daniel-Índio, com o meu irmão e sua esposa, pús no  meu braço o meu novo sobrinho Mateus; jantei com o Claudomar o saltenha, troquei algumas palavras com o véio Raimundo, fui na casa da mona Marcos o Taióba onde me diverti muito; reví o Antõnio do boné do rolão e os novos amigos do CEEJA Pe. Morett e reví também os meus melhores amigos: os livros das minhas livrarias preferidas. Reví meus colegas da REN/PVH e meu amigo Serjão e o Índio Osmair.


4-Rencontrei minha mãe, a Peixotona. Eu a ouvi muitoooo!!! Foi bom, sei de suas intenções maravilhosas. Guardei muitas  e belas imagens dela. Senti-me como se estivesse no Recife de minha infância. Retornarei ao exílio de um jeito melhor. De todos, foi o melhor dos encontros, digo, re-encontros.

5- Vi de perto o centro da greve da minha categoria profissional e senti a grandiosidade da maldade que um governante é capaz de fazer contra ela, mesmo estando deixando o governo. Pelo que vi, pareçe que há possibilidade de desta vez não ser em vão a movimentação. A visão do abismo a que chegamos é capaz de fazer coisas supreendentes com esta minha categoria!!! A direção do sintero só está surfando na onda....

6- Falta ainda rever amigos velhos como Pazalon, Ivonete-ex diretorado 4 de janeiro, Ana Criqui, Graçinha do rizoleta Neves e ficar bem longe dos encostos e mal-assombrações oriundas de certos "demõnios" que ainda atuam na escola 4 de Janeiro [Sangue de Cristo!!!!].

7- Sinto uma falta arretada da minha esposa e dos peixotinhos.

8- Se esqueci de alguém, que este alguém possa me perdoar.

9- Voltarei melhor para o exílio. Oxalá consiga transformá-lo num paraíso para mim e minha família.

10- Por fim, um recadinho aos canalhas da escola que fragilizou minha saúde e que estão me lendo agora: "seus vermes: vocês não conseguiram me matar!"
1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CULTURA, INTERCULTURALIDADE E MULTICULTURALISMO: UM INVENTÁRIO DAS IGUALDADES E DIFERENÇAS TEÓRICAS NA EDUCAÇÃO

DISCURSO DE COLAÇÃO DE GRAU DA TURMA DE PEDAGOGIA 2007 UNITINS FAEL PELO ORADOR E ACADÊMICO ROMY NOGUEIRA

O OUTONO DO PATRIARCA CHEGA AO FIM: FIDEL CASTRO ESTÁ MORTO.