DIÁLOGO ENTRE AMIGOS...sobre as artimanhas do Estado


“O governo do Estado moderno não é mais do que uma junta que administra os negócios comuns de toda a classe burguesa.”



Karl MARX e Friedrich ENGELS, 1860
Manifesto do Partido Comunista

UM BATE-PAPO ENTRE O DESPROF.PEIXOTO E O PROF.DA UFRO E MESTRE JOSÉ JOACI BARBOSA A RESPEITO DO TEXTO :”ACERCA DOS CARGOS COMISSIONADO” POSTADO NO DIA 10/01/2010 NESTE BLOG-Segunda-Feira, 10/1/11 15:06


JOACI BARBOSA (14:29): E aí amigo boa tarde! Li seu monologo. Financiadores não querem cargo de confiança rsrsrsrsrsrsrs...

DesProf.PEIXOTO (14:30): Querem sim para justamente obter o que querem. São suas possíveis laranjas.

JOACI BARBOSA (14:30): kkkkkkkkkkkkkk e k. Não precisam disso. Só se forem financiadores furrecas. Kkkkkkkkkkkkk! Tipo que doam Cinco mil reais. Isso é titica!

DesProf.PEIXOTO (14:31): Por que você subestima os pequenos meios de manutenção do controle dos donos do Estado? Dentro desse só existem os cabras do grande capital tipo, o dono da Votanrantim? Um céu onde só há um Deus? Não seria mais propício imaginarmos a Classe dos proprietários dos meios de produção como um Olimpo, onde além de Zeus, há outros deuses menores?

JOACI BARBOSA (14:32): Isso pertence aos partidos e não aos financiadores.

DesProf.PEIXOTO (14:32): Quem tais partidos representam afinal? Dentro deles não há finaciadores não? e por que colocam gente deles dentro do governo? Só para lhes dar um agradinho? Refiro-me aos capitalistas de menor tamanho, é claro.

JOACI BARBOSA (14:32): Você imagina o dono de um banco indicando um ministro? Isso é ridículo! Os meios deles são outros.

DesProf.PEIXOTO (14:32): Henrique de Meirelles e o Ivo Narciso Cassol que te respondam!

JOACI BARBOSA (14:33): Quem é Henrique de Meirelles?

DesProf.PEIXOTO (14:33): O cara que fez carreira em instituições financeiras internacionais e ex- presidente do Banco Central Brasileiro no Governo Lula.Quanto a Cassol, pelo que sabemos, é grande proprietário do capital, não é nenhum proletário. Nós sabemos disso.

JOACI BARBOSA (14:33): O quem tem ele? Era indicação de algum financiador? Ora deixe disso!!!

DesProf.PEIXOTO (14:34): Sim senhor, ele foi sim. De algum Banqueiro do Sistema Financeiro"prestativo" que não “se importam” em financiar campanhas, já que isso é “desnecessário”... Eles e os seus pares têm tudo dominado não é? São uma coisa só, tão unidos....

JOACI BARBOSA (14:34): Quem quer a REN [Representação de Ensino] de Rolim de Moura? O Banco Real? Rsrsrsrsrsrsrsrs! Por que todo o Estado é prestativo? Sim, quem quer a REN de Rolim? ? ? ? O Bradesco, ou a FORD? rsrsrsrsrsrsrs!!!

DesProf.PEIXOTO (14:34): Ora bolas, o aparelho estatal não se reduz a isso aí meu amigo...ao grande capital.E pode até não querer a REN, mas o D.E.R, o garimpo Roosevelt...

JOACI BARBOSA (14:35): Não lestes o Manifesto do Comunista?

DesProf.PEIXOTO (14:35): Qual seria o problema do meu texto com tal Manifesto Comunista?

JOACI BARBOSA (14:35): Com o manifesto, nenhum, com quem não leu todos. O Estado é o comitê das classes dirigentes, logo eles não precisam influir, já que tudo é deles.

DesProf.PEIXOTO (14:36): Por que querem influir no IDARON? No D.E.R Por que querem influir na política fundiária do governo? e etc. POR QUE SERÁ QUE CASSOL SE TORNOU GOVERNADO JÁ QUE ELE NÃO PRECISA SER UM?

JOACI BARBOSA (14:36): Quem quer influir? ? ? ? ? ? ? ?

DesProf.PEIXOTO (14:37): Cara, se nada disso fosse interessante, não proporcionar-se nada, ganho algum: isso não seriam tão disputado como é. Afinal, por que existe tanta disputa por essas merdas como você se refere aos financiadores as quais que me refiro no texto? Por que a EUCATUR está no governo de Rondônia mesmo?

JOACI BARBOSA (14:38): Disputa no nível de partidos. A EUCATUR influi estando ou não no governo. Deixa disso! Deixa disso!

DesProf.PEIXOTO (14:39): Ao menos, precisam garantir que o Estado deles continue no "bom caminho", o caminho deles... Oxente, para que está no governo de Rondônia então?

JOACI BARBOSA (14:39): Não existe Estado que já não seja deles, não existe Estado  para o povo. Empresário nenhum precisa estar no governo, em qualquer governo, como não precisam estar em suas empresas. Para isso existem os outros, os Joaquins da vida...

DesProf.PEIXOTO (14:40): Sim, mas para que mesmo o dono da EUCATUR está lá no governo? A passeio? Seria uma brincadeira de menino buchudo burguês que não tem nada melhor do que fazer na vida?

JOACI BARBOSA (14:41): Meu filho o mundo não gira entorno dos Gurcazs.

DesProf.PEIXOTO (14:41): Neste Estado parece que sim. Embora o pregador e missionário John Wesley, fundador do metodismo tenha dito que “O mundo é minha paróquia” e o Manoel de Barros de forma parecida tenha repetido que: “Meu quintal é maior que o mundo”. Penso que, em se tratando de Rondônia, esses aforismos não colam, nunca funcionou. Não há por enquanto outro mundo possível. Mas, de um modo geral: todo mundo não é uma mera ferramenta do Estado?

JOACI BARBOSA (14:41): Sim, inclusive você! Eles não são modelos. Kkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

DesProf.PEIXOTO (14:41): Você “se esqueceu” de se incluir também meu amigo! Mas, eles são modelos sim senhor, mesmo sendo pequenos.

JOACI BARBOSA (14:42): Um modelo ruim de empresário pré- revolução burguesa.

DesProf.PEIXOTO (14:42): Agora sim! Nem por isso deixa de ser um modelo.

JOACI BARBOSA (14:42): E você vai perder tempo com isso? No mundo isso não mais existe. Senão em províncias bem tupiniquins.

DesProf.PEIXOTO (14:43): Será mesmo uma perca de tempo? Veja só, pelo o menos estou discutido com você que reside nessa “provinciazinha”como eu. Já ganhei alguma coisa.

JOACI BARBOSA (14:43): Mais essa discussão é meio sem sentido. Essa discussão de segundo ou primeiro escalão está mais explicado em Weber.

DesProf.PEIXOTO (14:44): Mesmo assim, podemos tentar avançar a partir de alguma coisa, mesmo que para você não haja sentido...Max Weber talvez tenha esgotado o tema definitivamente.

JOACI BARBOSA (14:44): Viu meu último comentário explicado?

DesProf.PEIXOTO (14:45): Veja só: tu dizes que tal coisa são para “financiadores furrecas” [sic] sem vergonha e tupiniquins, fato que concordo. Mas, ele existe.

JOACI BARBOSA (14:46): O fato de ele existir, não quer dizer que não seja uma excrescência. Isso não é a normalidade no mundo da política moderna.

DesProf.PEIXOTO (14:46): E por que essa excrescência não pode ser descrita, analisada, criticada, explicada e denunciada e etc. É: talvez algum pensador contemporâneo de Marx tenha pensado a mesma coisa dos escritos dele. Mas longe de me comparar a ele!!!

JOACI BARBOSA (14:46): Bom, mas seu texto se funda num primado equivocado.

DesProf.PEIXOTO (14:46): Qual?

JOACI BARBOSA (14:47): O de que o Estado será um antro de burocratas eficientes e que por mérito serão promovidos. Essa é a ingenuidade fundante do texto. Serão secretários. Evidente tem outro, o de que os cargos comissionados são técnicos e não políticos.

DesProf.PEIXOTO (14:48): “Só técnicos e não políticos” [sic]? E pensar que só meu texto se funda numa idéia ingênua, não é? Por que será que [usando suas palavras] nos países de “capitalismo moderno” ou pós- moderno, como os EUA e alguns da União Européia escolhem bem suas “ferramentas” para a máquina estatal, apesar de que possam também escolher ferramentas ruins para também servi-los dentro dele e servir para determinados propósitos?

JOACI BARBOSA (14:49): Que diferença faz, ou fará indicar um Joaquim da vida para secretário, em que a gestão será melhor do que com o nosso Araquém de plantão??

DesProf.PEIXOTO (14:49): Por que não colocam sempre um Zé Mané qualquer? Para presidente do banco central americano, por exemplo: se referindo aos países de capitalismo “modernos”?

JOACI BARBOSA (14:49): Pode até ser um Zé Mané, mais tem de ser o Zé Mané deles e não os dos outros. Então o Zé que eles colocam lá, não é necessariamente um funcionário de carreira federal ou qualquer outra coisa.

DesProf.PEIXOTO (14:50): É claro. Tem que ser deles. Talvez, não deixei isso dito no texto, mas dizer como parece que você diz que eles colocam somente bananas lá ou que não se importam com a eficiência de alguns integrantes do “comitê das classes dirigentes” é um engano seu, meu amigo.

JOACI BARBOSA (14:51): As instituições funcionam ou não com os bananas. Os Zés deles ou os nossos zes.

DesProf.PEIXOTO (14:52): Pode até funcionar assim, embora tenha dúvidas da possibilidade do Estado ter vida própria, sem nenhum ser humano dentro dela. “Uma espécie de Matrix”. Um Estado sem homens, sem sociedade que lhes dê suporte. Mas isso não nega o fato que tem acontecidos escolhas de bananas com competência ou sem nenhuma. De lacáio bons e maus de serviço!

JOACI BARBOSA (14:52): Agora o que eles querem são os Zés deles, ligados aos esquemas deles, e o Estado funcionando para quem sempre funcionou, a BURGUESIA, ou seja, o povo da cobrinha. Então para que mesmo, sobre qual lógica justifica a intromissão deles em cargos de governo? ? ? ? ?

DesProf.PEIXOTO (14:53): Mesmo nós não sendo burgueses: não podemos negar que a burguesia gosta que os seus Zes façam bem o que eles mandam! Há o grande olho! Há controle! Há quem vigie! O comitê tem que funcionar a contento!

JOACI BARBOSA (14:53): Para isso existe a burocracia do Estado! Viu como eles não precisam estar dentro?

DesProf.PEIXOTO (14:54): Para evitar "desvios" que emperre os seus interesses. Que os “camaradas” não empatem eles de se realizarem usando sua máquina.

JOACI BARBOSA (14:54): Bem, vejamos outro aspecto do seu argumento: quem são os diretores de escolas? Funcionários de carreira ou não, isso torna as escolas melhores? NÃO! Quanto a sua afirmativa anterior eu vou rir rsrsrsrsrsrsrsrsrssrsrsrsrs. Aí o cara não é burocrata e sim burrocrata! rrsrsrsrs

DesProf.PEIXOTO (14:56): Oxente meu amigo: quem disse ao senhor que, essa gente, toda ela, são absolutamente infalíveis? Que jamais erram! Que não existam “burros” entre eles? Boudieur e Passaron devem está felizes com o que você disse. Devem está rindo de mim junto com você do túmulo. Pelo o menos o Bourdieu que sabemos está morto. Ora para que tanto cuidado do tal ministério público[aparelho estatal policialesco – o vigia, o guardião.] com as coisas “ditas públicas”, ou melhor, com a propriedade burguesa? Pura pirotecnia por um acaso? Só para perder tempo com o povinho? Fingir que é para eles que o Estado serve?

JOACI BARBOSA (14:56): bom você mete um assunto no outro de forma que eu não entendo. Mas você não me respondeu. As escolas têm funcionários de carreira, elas são melhores que as outras instituições? Para que serve a polícia e os tribunais? Para garantir que o Estado cumpra a sua função e acabe com a bandidagem? ? ? kkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkk kkk

DesProf.PEIXOTO (14:57): Nada disso meu irmão. Eu não disse isso. Essa leitura do meu texto é sua. Reafirmo agora que não. Concordo com você quanto à função do Estado. Não estou dizendo que o Estado é ou deva ser eficiente PARA O POVO! Mas para eles. Que em se tratando de quem trabalha melhor como lacáio do Estado? Se são os lacáios de carreira ou os sem carreira alguma dentro do aparelho estatal? Em se tratando de lacáio: NÃO! Concordo contigo. Não faz diferença alguma em essência. Mas, te pergunto: você se considera um deles? Igualzinho? Mesmo estando a serviço do Estado como professor na UNIR, você é absolutamente obediente, eficiente e bonzinho? Gosta de trabalhar mais e melhor e receber menos que os que fazem o oposto estando na mesma situação de lacáio que você? Eu não! rs,rs,rs,rs,rs,rs,rs,rs,rs,.....

JOACI BARBOSA (14:58): Para eles quem? ? ?

DesProf.PEIXOTO (14:58): Para parte desse gabinete de gerenciamento burguês da qual você se refere amigo. Para parte desse Estado: A média burguesia. Será que você está afirmando que nem seus integrantes estão aí com isso? Não querem nem saber?Que não ligam para nada, uma vez que TUDO também é só deles?

JOACI BARBOSA (14:59): E eles precisam que você diga isso para eles? ? ? ELE TEM BAJUALDORES EM DEMASIA!

DesProf.PEIXOTO (15:00): E quem está dizendo categoricamente que a fala, seja ela minha ou sua ou de qualquer outro que venha a falar sobre qualquer coisa, só pode ser ouvida por eles? Que são dirigidas exclusivamente para eles? Eu ou você? Temos, por um acaso, controle sobre tudo o que falamos e escrevemos depois que falarmos ou terminamos de escrever e publicar? Sua leitura do texto [que digo que é meu] sugere que o texto é bajulador. E para outro leitor: o que será que o texto sugere? Você, tão bem como eu, sabemos que não temos o controle das possíveis leituras que podem ser feitas pelas pessoas que acidentalmente ou não venha a lê-lo. Ou será que sua leitura é universal? Acredito que para os citados membros do comitê executivo das classes dirigentes, representados inclusive por partidos políticos seja de esquerda ou de direita, o texto possa ser realmente desnecessário e que “há bajuladores demais” [sic]. E para os poucos letrados com pouca capacidade de compreensão sobre tudo o que aqui estamos conversando? Que inclusive se prontificam a fazer concurso público para trabalharem, por exemplo, no ensino público básico que é o meu caso ou de nível superior como é o seu: será que a leitura não pode ser diferente da sua e considerar que haja no texto, em alguns pontos qualquer, no mínimo, algo relevantemente esclarecedor, instrutivo?

JOACI BARBOSA (15:00): Então teu texto tem sutilidades além da minha compreensão.

DesProf.PEIXOTO (15:01): Pode ser. Eu não sou o único que tem limitações...

JOACI BARBOSA (15:01): Nem eu disse que não as tinha. rstrsrsrsrs

DesProf.PEIXOTO (15:01): Não finja uma humildade e uma ignorância que você acredita não ter!

JOACI BARBOSA (15:02): Mais estou te afirmando que não entendi o texto, depois que falamos. Não entendi sua função.

DesProf.PEIXOTO (15:03): Ora, quem é que pode ou não pode ver alguma função no texto? Só uma pessoa? A função de um texto existe por si só ou se dá em contato, em inter-relação com outros. Pode ser que, para tu, ele não sirva para nada como é esperado. Ou pior: sirva apenas para bajular alguém! Além de mim mesmo: você não pode acreditar que só você Joaci se dar ao trabalho chato de me ler. Por favor: Não me faça pensar diferente.

JOACI BARBOSA (15:05): Olha segundo você: meio governo do Estado te lê, mais vou encerrar o papo, tenho reunião ordinária de departamento na UNIR.

DesProf.PEIXOTO (15:05): Nunca disse isso! Disse que eu soube que outras pessoas têm lido alguma coisa. Não quero dizer que isso seja FATO. O único fato é que acredito que você seja a única pessoa que se dar ao trabalho, por uma questão de amizade, de me ler. E que, pelo o menos, é FATO também que leu o texto que você está questionando agora. E, mesmo assim, penso que posso está enganado visse? Talvez nem tu, de fato, tenha lido ele. Boa reunião meu amigo. Obrigado pelos seus questionamentos. Vou fazer bom uso deles. Boa tarde!

JOACI BARBOSA (15:06): Grande abraço.

DesProf.PEIXOTO (15:07): termino apenas com uma frase inspiradora que vossa senhoria deveria também se lembrar quando citou o Manifesto Comunista. Ele também diz: “PROLETÀRIOS DE TODOS OS PAÌSES, UNI-VOS!”
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CULTURA, INTERCULTURALIDADE E MULTICULTURALISMO: UM INVENTÁRIO DAS IGUALDADES E DIFERENÇAS TEÓRICAS NA EDUCAÇÃO

DEPOIS DO VENDAVAL

CABECINHAS ENVENENADAS!