O que dizer do Peixoto?

O que dizer do Peixoto? Definí-lo? Nem pensar. Seria enquadrá-lo, tentar daqui, distante formatá-lo como imagens do passado. Não vou definí-lo. Hoje eu imagino como seria o nosso reencontro. A muito anos eu não tenho tido oportunidade de vê-lo ao vivo e em cores. Imagino que teremos muito assunto para conversar sobre filosofia, história, sociedade, religião e a nossas vidas.

Vejo Peixoto como alguém que está sempre lendo e imagino o seu escritório, sua mesa e sua cadeira. Certo dia vi uma foto e tive a imagem de um escrotório com janelas abertas, sol e vento calmo entrando enquanto o nosso amigo Peixoto lê e desenvolve os seus pensamentos.

Nas fotos em que ele está com seus filhos, me fez imagina sua vida em família. Como brinca com seus filhos? É um cara divertido? Seus filhos riem das alegrias e momentos descontraídos do pai? Como o Peixoto ama sua companheira? Como é amado por ela? Muitas vezes eu penso qual será a intervenção dele para com seus filhos e a companheira? Imagino que o meu amigo será um bom encontro para esses (no sentido spinoziano). Também imagino Peixoto em Recife reencontrando seus famíliares e abraçando sua mãe, irmãos e sobrinhos.

Quando conversarmos por telefone ou trocamos e-mails e o assunto são os estudos e o seu desejo de crescer como professor, imagino Peixoto como professor universitário e vejo-o como um grande pesquisador. Penso até mesmo que teremos alguma coisa significativa produzido por esse Peixoto sendo estudada nas universidades e faculdades brasileiras.

Imagino Peixoto como protagonista de sua própria vida fazendo da sua vida alguma coisa diferente do que fizeram dela. Com todas as marcas que foram impressas por todas as circunstâncias e por todas as pessoas que lhe olharam face-a-face (no sentido levinasiano) Peixoto soube fazer e ainda fará de si mesmo um sentido único - algo que permitirá apenas uma única expressão - é o Moisés - Moiséis Peixoto. Que a vida lhe seja bem fazeja para construir muita coisa do tudo que você imagina para si mesmo.

Abraços do Edson

Postagens mais visitadas deste blog

CULTURA, INTERCULTURALIDADE E MULTICULTURALISMO: UM INVENTÁRIO DAS IGUALDADES E DIFERENÇAS TEÓRICAS NA EDUCAÇÃO

DEPOIS DO VENDAVAL

CABECINHAS ENVENENADAS!