Pastora Lanna Holder: acerca das indissiocracias e esquisitices dos costumes dos cristãos pentecostais brasileiros


1- Não há nada mais constrangedor para a ortodoxia cristã de todas as cores denominacionais que um dissidente saía de dentro de suas entranhas. Isso mesmo:  quando, do ventre da mais forte e dura ortodoxia, surge seu contra-ponto, o seu oposto, a heterodoxia.  Depois de tantos anos de forte doutrinação através na escola bíblica dominical, nos cultos e demais eventos eclesiásticos. Depois de tanto investimento do dinheiro tão [a-] bem-soado dado a instituíção -Igreja- como dízimo e ofertas pelas ovelhinhas de Jesus para a formação teológica de outras irmãs-ovelhinhas pré-selecionadas e chamadas por Deus para se metamoforsearem e se transformarem em outros seres, diferentes do que são, tais como pastores, missionários, apóstolos, patriarcas, bispos,arcebispos, mega-bispos, cervos e servos de prá toda ocasião. Como pode muitos desses servos se tornarem cervos do Senhor? Liberais parasitas segundo costuma o ortodoxo Augustus Nicodemus “denunciar” em seus textos? Ou como diz uma irmanzinha que vive na roça e que desde criança pertence a Assembléia de Deus, após ouvir o programa do também pastor Silas Mala-Fáia na televisão: "Como tal coisa pode ocorrer na minha Igreja meu deuse!”

2- A chamada “heresia” não vem de outro lugar que não seja da própria ortodoxia. Toda tese possui sua antítese! É a dialética da vida que gera novas sínteses e a “IGREJA” não poderia e nem pode se ver livre dela. Embora tente sempre isso fazer. Daí as ínumeras iquisições com ou sem fougueira, de variados formatos ao longo da história, ocorrerem. Porém, sem sucesso! A onde houver uma “ortodoxia”, sempre também haverá sua antítese vinda bem de dentro dela. Embora, muitas das vezes, por uma questão tática de sobrevivência, prefira permanecer inrrustida. As “heresias” ou “heterodoxias” aprenderam a se esconder muito bem, dentro do armário da mais pura verdade “revelada” por Deus que a ortodoxia acredita ser a única possuidora. Além de ser uma questão de sobrevivencia econômica, política e social dentro do aparelho intitucional eclesiástico dito cristão. Isso é um desdobramento dos conflitos internos almagamados com os conflitos externos que movem a vida institucional, que interferem nas vidas das pessoas que fazem parte ou não desses grupos e que, por sua vez, produzem uma ou várias histórias.

3- Lana Holder é um exemplo disso tudo o que foi acima dito. Não temos como negar que ela representa uma síntese do que ocorre dentro do chamado “campo religioso cristão não-católico apóstolico-romano” no Brasil. Ela é produto duma história que a ortodoxia se recusa terminantemente em aceitar como sua. Sua história não pode ter essa “nódua” em seus relatos. Ela agora faz parte da história não oficial das Assembléias de Deus. Ela virou um produto apócrifo destestado, repudiado e combatido pelos seus antigos irmãos da fé. Pois sua existência incomoda e muito.

4- A grande desgraça para as autodenomindas Igrejas “evangélicas” ou “evangelicais” como o bispo cismático Robson Cavalcante [bispo da diocese anglicana pararela do Recife, versão talibã, gosta de se referir a seu grupo] é que não é mais possível no mundo em que vivemos hoje, deletar, dar um fim, esconder, queimar, fazer sumir ou proibir que essa e outras antíteses da “verdade revelada” sejam conhecidas e se multipliquem. Embora saudosos de um governo como o de Constantino, por exemplo, e de um momento específico da história do mundo ocidntal, o período feudal, não há mais como garantir a exclusividade, universalidade e pureza absoluta do seu credo. Eles terão que, mesmo rosnando como rosnam, suportar a convivencia com seu reflexo, com suas antíteses teológicas fazendo história dentro dos armários eclesiais ou fora dela paralelamente.

5- Esse é o grande desafio dos conservadores de plantão: conviver ou combater? Tolerar ou não tolerar? Aprender com eles ou tentar convertê-los? Dialogar ou monologar? Mas, observando as reações raivosas dos ortodoxos, já podemos saber qual vem sendo a opção escolhida. Para a desgraça do mundo e das pessoas que fazem parte dele, as opções continuam, infelizmente, sendo as piores possíveis e todas elas sendo tomadas em nome de Jesus! Vejam como as ovelhas servos do Senhor reajem aos seus co-irmãos cervos de Jesus em relação a pregação da pastora Lana Holder na internet, nos sites conservadores.

6- Eis abaixo, a pregação contra a naturalização e fossilização dos costumes tratados como verdades absolutas pelos conservadores das Igrejas pentecostais, especialmente, das Assembléias de Deus, que produziu e preparou a própria Lana Holder:

 

 

PAPERBLOG





VÁLIDA A INSCRIÇÃO DO MEU BLOG AO SERVIÇO DE PAPERBLOG SOB O PSEUDÔNIMO PEIXOTO 1967
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CULTURA, INTERCULTURALIDADE E MULTICULTURALISMO: UM INVENTÁRIO DAS IGUALDADES E DIFERENÇAS TEÓRICAS NA EDUCAÇÃO

DISCURSO DE COLAÇÃO DE GRAU DA TURMA DE PEDAGOGIA 2007 UNITINS FAEL PELO ORADOR E ACADÊMICO ROMY NOGUEIRA

O OUTONO DO PATRIARCA CHEGA AO FIM: FIDEL CASTRO ESTÁ MORTO.