PERGUNTAS QUE GOSTARIA QUE O PRESIDENTE DO SINTERO ME RESPONDESSE

Se eu pudesse entrevistar o presidente do SINTERO, o Senhor Manoel Rodrigues, ao vivo na TV, eu gostaria muito que ele respondesse algumas perguntas que ele não responde pessoalmente. Perguntas que alguns sindicalizados gostariam de fazer, mas que não tem a devida oportunidade. Perguntas, cujas respostas poderiam dirimir algumas suspeitas que essa direção sindical despertam em nós a ponto de não confiarmos na sua direção, na sua orientação, por isso questionamos e evitamos correr riscos desnecessários num movimento grevista aventureiro, indisciplinado e antidemocrático. Eis as perguntas...

1- Segundo dados da SEDUC há 24 mil trabalhadores em educação em Rondônia, pergunto: a direção do SINTERO consegue reunir exatamente em suas Assembléias Gerais ou regionais 50%+1 desses trabalhadores para poder deliberar com legitimidade? É verdade que você só lidera a maioria da minoria que conseguem mobilizar?

2- Vocês fazem Atas das Assembléias Gerais e regionais? Lêem a Ata da sessão da Assembléia anterior para aprovação da Assembléia presente? Por que vocês não publicam em vosso site essas atas? Por um acaso tem algo a esconder do povo?

3- A maioria absoluta da categoria, a maioria desses 24mil servidores da educação aprovaram a construção da nova sede que vocês estão construindo atrás da Escola Carmela Dutra? Esta maioria sabe quanto vão pagar por isso? Por que vocês não puseram no início da construção da obra o respectivo valor? Como foi feita a licitação para isso?

4- Por que os senhores, cujo grupo político, governa o sindicato há 24 anos, não têm disponibilizado no site do sindicato o estatuto, o regimento interno e as prestações de contas? Se vocês cobram tanto do governo a transparência, por que não agem assim também?

5- Por que o senhor recebeu e não devolveu a Licença-Prêmio em pecúnia [em dinheiro] primeiro que os sindicalizados que lidera? O senhor não acha que deveria dar o exemplo? Que há entre os sindicalizados servidores mais necessitados que o senhor, que poderiam receber esse dinheiro primeiro?

Senhor Manoel Rodrigues, eu ficaria muito agradecido se o senhor me respondesse!

DesProfessor Peixoto
Historiador graduado pela UNIR/UFRO em 1997 e Professor de História da Rede Pública de Ensino de Rondônia desde 1990; readaptado por motivo de ter sofrido Assédio Moral.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CULTURA, INTERCULTURALIDADE E MULTICULTURALISMO: UM INVENTÁRIO DAS IGUALDADES E DIFERENÇAS TEÓRICAS NA EDUCAÇÃO

CABECINHAS ENVENENADAS!

CARTA ABERTA À ADVOGADA GERAL DA UNIÃO