Pastor Adélio: A Tua Morte É Uma Benção !




Olá meus irmãos, o pastor Adélio está de volta e esta semana estou muito puto.
Meus amados, imaginem que por estes dias uns infelizes ai da web, uns filhos de quenga com deputado do Amapá, vieram me dizer que eu, um servo de deus, ensino aqui na minha igreja o amor entre as pessoas. Mentira!

Eu vou falar a verdade. Comigo é só a verdade!
A verdade é que o meu redil se alimenta do ódio e do desejo de morte. A ideia de morte está sempre presente. Todo fiel sincero e que acolhe a Palavra deseja a morte de outra pessoa. A morte do infiel justifica a fé.
Eu faço meus fieis desejarem a morte. Meus fies pensam mais em morte do que em salvação.

Pensamos primeiro em morte no varejo.

Desejamos ardentemente a morte de ateus, gays, abortistas, incréus, fieis de outras religiões,..., rezamos para que eles morram, e, digo mais, não desejamos apenas sua morte, desejamos uma morte dolorosa, lenta, marcante, algo com dor, sofrimento, algo que os levem a um arrependimento derradeiro. A morte dos ateus, dos macumbeiros, dos jihadistas (ops, estes não, são legalzinho),..., não ficam só no plano mental, os verdadeiros fiéis vão pras páginas da internet manifestar seu desejo de morte, digitando em capslock frases do tipo: vão vocês vão queimar no fogo do inferno! Vocês vão morrer de câncer! Vocês terão um fim terrível.

Pensamos também em mortes pretéritas

Sim, matamos gente que já morreu. Nós os fieis contempladores da morte matamos novamente John Lennon, só que agora arranjamos uma justificativa religiosa para sua morte. Dizemos que deus o matou, assim a morte do ex Beatle faz sentido para todo o rebanho, assim o fazemos também com Cazuza, Raul Seixas, Mamonas Assassinas, Amy Winehouse e quem quer que tenha morrido em dívida para com nosso senhor Jesus Cristo. Matamos quem já morreu.

Matamos também no atacado

E, finalmente, matamos também no atacado. Nós, os assassinos silenciosos de Cristo, adoramos pensar que um dia a raça humana será dizimada por alguma espécie de cataclismo divino e todo ser humano, incluindo homens, mulheres e crianças morrerão e farão do planeta um grande cemitério a céu aberto. Esta ideia não nos assusta, pelo contrário, ela é um balsamo para nossa fé, ela nos dá a certeza de estaremos do lado certo. Contemplar o solo repleto de cadáveres putrefeitos, incluindo crianças, animais, entes queridos, é a visão da salvação, é o grande momento em que teremos encontrado deus e nossa fé se justificará. Não pense que há entre nós fieis algum tipo de remorso. Estamos acostumados à morte no atacado, gostamos de pensar que um dia a terra foi inundada por água e milhões de pessoas morreram. Estamos acostumados a ler no livro sagrado relatos sobre cidades, nações inteiras que foram assassinados por deus apenas por manifestarem uma crença diferente.

Portanto meus irmãos, quando algum fiel acaba realizando estas fantasias no mundo real, quando algum maluco de Cristo acaba realmente mantando alguém que ele julga merecedor da morte seja este um ateu, abortistas, gay, macumbeiro..., o assassino não está sozinho, milhares de cristão o ajudam a puxar o gatilho, milhões de pessoas tementes a deus estão ali, ao lado do assassino, repetindo como que silenciosamente: pode matar! “Eles estão condenados à morte, você é apenas um instrumento de deus."

Pr. Adélio.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CULTURA, INTERCULTURALIDADE E MULTICULTURALISMO: UM INVENTÁRIO DAS IGUALDADES E DIFERENÇAS TEÓRICAS NA EDUCAÇÃO

CABECINHAS ENVENENADAS!

CARTA ABERTA À ADVOGADA GERAL DA UNIÃO