Usando o método Moro-Gebran-Laus de condenação.

pelo Historiador Fernando Horta

-Senhor Zé, o senhor está sendo condenado por estupro.
- Mas como estupro? Eu nem cheguei perto dela.
- Seu Zé aqui mostra que o senhor olhou duas vezes para ela. Duas vezes. E o senhor tem força suficiente para estuprar. Já vimos outros estuprarem na mesma situação, então ...
- Mas eu não estuprei ...
- Mas ia ... certamente ia. Ela era muito gostosa, qualquer pessoa na sua posição estupraria.
- Mas como assim "qualquer pessoa"?
- Digo, qualquer pessoa, não educada, pobre, analfabeta, suja, preta como o senhor. Esta gente não se segura. Estupra mesmo e é por isto que estamos aqui. Para guardar a sociedade de pessoas como o senhor.
- Mas eu não estuprei ninguém ...
- Como o senhor prova que não estuprou?
- Eu pedi perícia para o juiz no primeiro grau para provar ...
- E foi negada! Era perícia protelatória. O juiz fez certo em negar. O senhor e seu advogado querem só tumultuar o processo.
- O senhor tem alguma forma de provar que não estuprou?
- Eu tenho aqui 40 testemunhas que nunca me viram fazer qualquer ato ...
- Sim, mas tem aqui a sua ex-sogra que depôs em condição de delação premiada que contou que você "costumeiramente" estuprava pessoas ...
- Mas minha sogra me odeia e ela estava para ser presa por tráfico de drogas ela não é confiável ...
- Silêncio! o senhor não me venha levantar falso contra esta senhora no caminho da recuperação. A pena dela já foi abrandada pela colaboração dela que nos levou a solucionar o crime de estupro.
- Mas eu não toquei nela!!!
- Mas podia!!! e Ia fazer!!! olha como é gostosa!!! Tinha até pago pelo short dela ... só para ver a criatura andar com as nádegas polpudas, redondas à mostra. 
- Mas ...
- Chega, se o senhor foi indiciado é porque boa coisa não é. Já na entrada eu olhei e percebi a sua culpa. Teje condenado a 12 anos e um mês.
- Mas meu advogado nem falou ainda ...

- Bobagem ... vamos andar logo porque a justiça é célere.

Fonte: https://www.facebook.com/moonbladers?hc_ref=ARQg0F0K56W4d72prgUabmOKllVbeLgLvbF6AsMXEC9sWkzEwxE6RipebHYOgab8RMk&fref=nf

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CULTURA, INTERCULTURALIDADE E MULTICULTURALISMO: UM INVENTÁRIO DAS IGUALDADES E DIFERENÇAS TEÓRICAS NA EDUCAÇÃO

DISCURSO DE COLAÇÃO DE GRAU DA TURMA DE PEDAGOGIA 2007 UNITINS FAEL PELO ORADOR E ACADÊMICO ROMY NOGUEIRA

DITADURA: A FOTO DA DILMA E O TEATRINHO MILITAR