PAU NA BICHARADA...


por Marcelo Rubens Paiva

19.julho.2011 13:43:04



Homem tem orelha decepada após grupo questionar sua sexualidade.

Vítima estava abraçada com filho em uma festa de peão em São João da Boa Vista, interior de SP.

18 de julho de 2011 | 21h 05

Carolina Spillari – estadão.com.br

SÃO PAULO – Um homem estava passeando abraçado com o filho no último sábado, 16, quando teve parte da orelha mordida e decepada, informou nesta segunda-feira, 18, a Polícia de São João da Boa Vista, no interior de São Paulo, cidade onde aconteceu o incidente. Os dois estavam em uma festa de peão. O agressor que mordeu a orelha do homem estaria acompanhado de cerca de 20 pessoas. Em princípio, o grupo teria perguntado se ele e o filho eram gays. Depois, um dos integrantes do grupo acabou agredindo a vítima e arrancando parte de sua orelha.
A polícia de São João da Boa Vista ainda investiga o episódio.

Muitos leitores afirmaram abaixo que, sim, se incomodam com um beijo gay na tela da TV.

A reação me surpreendeu. A maioria apoia a auto censura.

Afirma que uma das minhas suposições do post anterior está errada, que são da “classe A” e se incomodam com o gesto de carinho entre duas pessoas do mesmo sexo.

AGUINALDO SILVA, autor da próxima novela das 9, FINA ESTAMPA, afirmou ontem diante da polêmica que “beijo gay só em casa”. Uma ironia, lógico. Sua novela terá um personagem gay misterioso, vivido por MARCELO SERRADO.

Confesso que não sabia que tal gesto de amor incomoda tanta gente, causa ira em alguns leitores. Talvez eu circule por outro mundo, ruas e bares, outros locais de trabalho. Locais em que há um número enorme de colegas gays, do jornalismo ao mercado cultural, das TVs à publicidade, da prosa à poesia, passando, lógico, pelo teatro, antro de “putaria”, “pederastia” e todos os tipos de degradação humana.

Curioso: mal sabe o leitor ou telespectador da quantidade de “bichinha” e simpatizante que rala duro [ops] para levar a informação e entretenimento diariamente às telas planas do seu púdico lar.

Em 30 anos de carreira, nunca me incomodou a presença de homossexuais no trabalho.

Nunca fui cantado, atacado, abusado, nem tal condição interferiu na relação profissional.

Aliás, aprendo muito com eles e me divirto. O que me incomoda, e MUITO, ver deficientes expostos ao ridículo em cultos evangélicos transmitidos pela TV, “curados” pelas mãos de um Pastor, que exorciza o demônio que os impede de andar.

Claro que é uma fraude. Isso sim causa dano à sociedade e militância, e é crime: exercício ilegal da medicina e curandeirismo, previsto no artigo 284 do Código Penal Brasileiro.

Que é a “prática de usar gestos, palavras ou qualquer outro meio (não inserido na prática médica) para cura ou fazer diagnósticos sem ter habilitação médica.”

Pena: detenção, de seis meses a dois anos.

E lanço 1 desafio.

Se uma dessas igrejas me levantar da cadeira de rodas, troco todo o meu dinheiro pelo salário de 1 mês do pastor milagreiro. Alguma se habilita?

O culto pode ser transmitido pela TV aberta. Podem dialogar com o cão que me impede de andar, exorcizá-lo, tirá-lo de mim. E, como 1 cordeiro, seguirei as palavras do Senhor até o fim da vida.

Apostado?






PAPERBLOG
Válida a inscrição do meu blog ao serviço de Paperblog sob o pseudônimo Peixoto 1967
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CULTURA, INTERCULTURALIDADE E MULTICULTURALISMO: UM INVENTÁRIO DAS IGUALDADES E DIFERENÇAS TEÓRICAS NA EDUCAÇÃO

DISCURSO DE COLAÇÃO DE GRAU DA TURMA DE PEDAGOGIA 2007 UNITINS FAEL PELO ORADOR E ACADÊMICO ROMY NOGUEIRA

O OUTONO DO PATRIARCA CHEGA AO FIM: FIDEL CASTRO ESTÁ MORTO.